- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Regulamentação de jogos no Brasil pode movimentar R$ 150 bilhões por ano, diz especialista

Nos siga noTelegram
Nesta última quarta-feira (8) foi lançada na Câmara dos Deputados uma frente parlamentar tem como objetivo aprovar o projeto de lei que cria um marco regulatório para os jogos de azar no Brasil (PL 442/91).

Em entrevista à Sputnik Brasil, Pedro Trengrouse, coordenador Acadêmico do Programa Executivo FGV / FIFA / CIES, estima que o segmento movimente mais de R$ 150 bilhões por ano.

"Representa uma oportunidade de geração de emprego e renda significativa, a estimativa é que o mercado de jogos pode movimentar no Brasil mais de 150 bilhões de reais por ano, gerando milhões de empregos", afirmou.

Presidente Jair Bolsonaro participou de uma cerimônia em homenagem aos ex-combatentes brasileiros que lutaram na Segunda Guerra Mundial - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Bolsonaro exalta pracinhas brasileiros que derrotaram o nazifascismo na 2ª Guerra (FOTOS)
A frente parlamentar já conta com 198 deputados e 5 senadores. Para o coordenador da frente, deputado Bacelar (Pode-BA),  o segmento dos jogos pode gerar 650 mil empregos direitos e 600 mil indiretos.

"Só nos Estados Unidos, essa indústria gera mais de 2 milhões de empregos. A gente está falando aqui de algo que tem sim condições de tratar um dos graves problemas do país atualmente, que é o desemprego, e também tem condições de contribuir significativamente para melhorar o PIB nacional", disse Pedro Trengrouse.

A proposta defendida pela frente parlamentar, que regulamenta jogos de azar no Brasil, já foi aprovada por uma comissão especial da Câmara em 2016 e está pronta para votação no Plenário.

Em 2018, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado rejeitou um projeto que legalizava os jogos de azar.

Para Pedro Trengrouse, não há justificativa para não se regulamentar os jogos.

"Não há nenhum argumento, sequer para a proibição, nos anos 40, quando o jogo foi proibido no Brasil, não houve discussão nenhuma com o Congresso Nacional. Foi um decreto lei, ainda na vigência da Constituição da Ditadura do Estado Novo", completou.

A proibição da prática dos jogos de aposta vem desde 1946 em um decreto assinado pelo presidente Eurico Gaspar Dutra sob o argumento de que o jogo é degradante para o ser humano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала