Que infraestruturas militares russas interessam tanto a inteligência dos EUA?

© Sputnik / Sergei MalgavkoSistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia
Sistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em 7 de maio, um drone estratégico americano foi avistado sobrevoando a costa da Crimeia. Especialista militar russo indica quais são os dois objetivos principais que os EUA perseguem ao desenvolverem essa atividade.

Segundo relatou o portal PlaneRadar, o VANT RQ-4B-40 Global Hawk da Força Aérea dos EUA efetuou uma missão de reconhecimento próximo à linha de demarcação em Donbass e ao longo de parte da costa russa do mar Negro (Crimeia).

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o diretor do Centro Analítico de Problemas Sociais de Segurança Nacional e coronel aposentado, Aleksandr Zhilin, revelou o que exatamente faz os militares estadunidenses continuarem os voos de reconhecimento perto das fronteiras da Rússia.

"As ações do lado americano no mar Negro, ao longo da costa da Crimeia, estão ligadas, por um lado, a [intenção de] criar focos de tensão e distrair nossa atenção e potencial nesta região. Por outro lado, eles estão realmente conduzindo atividades de reconhecimento. Acontece que nós transferimos para a Crimeia bastantes equipamentos [militares], meios de comunicação, meios de controle de combate, e assim por diante, e eles estão interessados em saber que tipo de configuração defensiva existe lá. Portanto, eles continuarão a fazê-lo no futuro", explicou.

Drone RQ-4 Global Hawk da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Drone estratégico dos EUA é detectado perto da fronteira ocidental da Rússia (FOTO)
A presença de aeronaves estratégicas não tripuladas de inteligência perto das fronteiras da Rússia tem se intensificado nos últimos anos. As aeronaves são detectadas regularmente perto da península da Crimeia, na região de Krasnodar, no mar Báltico e também perto das bases russas na Síria.

O Ministério da Defesa da Rússia já solicitou a Washington que ponha fim a estas operações de reconhecimento, mas o Pentágono recusou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала