Venezuela abre ação criminal contra 7 políticos da oposição após tentativa de golpe

© AP Photo / Natacha PisarenkoManifestação em Caracas, Venezuela
Manifestação em Caracas, Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Suprema Corte da Venezuela abriu uma ação criminal contra sete políticos da oposição por traição e incitação à rebelião, informou a Corte em um comunicado.

A Suprema Corte disse em um comunicado que os políticos Henry Ramos Allup, Luis Florido, Marianela Magallanes, José Simón Calzadilla, Américo De Grazia, Richard Blanco e Andrés Velázquez foram acusados ​​pelo procurador-geral pelos supostos crimes de "traição, conspiração, instigação de insurreição, rebelião militar, conspiração para cometer um crime, usurpação de funções e incitação pública à desobediência".

Líder da oposição venezuelana e presidente autoproclamado, Juan Guaidó, fala com os apoiadores perto da base aérea La Carlota, em Caracas - Sputnik Brasil
Guaidó: 'Estamos muito perto de alcançar mudanças na Venezuela'
Alguns dos políticos acusados estavam ao lado do líder da oposição Juan Guaidó durante a tentativa fracassada de golpe militar de 30 de abril em frente à Base Aérea Generalíssimo Francisco de Miranda.

A Suprema Corte aprovou um processo semelhante na semana passada contra o vice-presidente da Assembleia Nacional, Edgar Zambrano.

A situação na Venezuela continua tensa desde janeiro, quando Guaidó se autoproclamou presidente interino. Os Estados Unidos e outros 54 países reconheceram o opositor e conclamaram Maduro a renunciar. Rússia, China e vários outros países disseram reconhecer Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала