Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Apesar das sanções, Rússia aumenta operações em rublos nas exportações para o BRICS

© Sputnik / ArquivoBandeiras dos países membros do BRICS (imagem de arquivo)
Bandeiras dos países membros do BRICS (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A cota dos pagamentos em rublos nas exportações russas com os países do BRICS aumentou 7,2 vezes em 2018 em relação a 2013, e em euros cresceu em 8 vezes.

Segundo a rede internacional de auditoria e consultoria FinExpertiza, "a cota dos pagamentos em dólares entre os países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) está diminuindo gradualmente".

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) posa ao lado de seu futuro ministro das Relações Exteriores, o embaixador Ernesto Araújo. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
O que Bolsonaro e Ernesto Araújo farão com o BRICS?
"Nos últimos cinco anos, a cota dos pagamentos em rublos nas exportações russas com os países do BRICS cresceu 7,2 vezes — para 9,4% — e atingiu o equivalente a 6,3 bilhões de dólares. A parte dos pagamentos em euros aumentou 7,9 vezes, para 9,5%, e atingiu 6,3 bilhões de dólares, e a parte dos pagamentos em moedas nacionais — em 3,1 vezes [para 4%, ou 2,7 bilhões de dólares]", destacam os autores do estudo.

No geral, a porcentagem do dólar nas exportações para os países do BRICS caiu em 20%, para 77%, ou US$ 51 bilhões (R$ 202 bilhões).

Quanto às importações russas, a participação do dólar no período em estudo diminuiu em 18% — atingindo um equivalente a US$ 42,4 bilhões. A participação dos pagamentos em euros nas importações aumentou 9,3%, para 4,7% (equivalente a US$ 2,8 bilhões), e a participação do rublo não mudou (5,3%, ou seja, US$ 3 bilhões).

Já a parte dos pagamentos nas outras moedas nacionais aumentou oito vezes durante este período — para 17,7%, ou US$ 10,4 bilhões. Ao mesmo tempo, o volume total de transações com os países do BRICS cresceu para US$ 125 bilhões ao longo desses cinco anos.

"Os acordos com o principal parceiro comercial da Federação Russa — a China — também registram a mesma tendência: a participação do dólar diminui tanto nas exportações como nas importações. Nos últimos cinco anos, a participação do dólar no pagamento das mercadorias exportadas diminuiu 18%, sendo nesse período de 79% e, nas importações, baixou 20%, sendo agora de 72%. Ao mesmo tempo, as operações em rublos nas exportações aumentaram 5,2 vezes, enquanto em euros aumentaram 11 vezes", indicam os dados da pesquisa.

Bandeiras dos países-membros do Brics. - Sputnik Brasil
Reduzindo dependência do Ocidente: BRICS criará seu próprio sistema de pagamento
As mudanças mais significativas na estrutura das moedas nas exportações russas ocorreram nas transações com a Índia, tendo as operações em rublos crescido 33,8 vezes (para 37,2%).

A presidente do Conselho de Administração da FinExpertiza, Elena Trubnikova, explicou que o "impulsionador do abandono dos pagamentos em dólares e da transição para transações em moedas nacionais entre os países do BRICS é o crescimento do volume de negócios", e que somente a "paridade das operações de importação e exportação pode assegurar a procura mútua da moeda da outra parte".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала