Secretário-geral da ONU pede cessar-fogo na Líbia e fim da ofensiva em Trípoli

© REUTERS / Ismail ZitounyUm membro das forças governamentais reconhecidas internacionalmente na Líbia dispara durante uma luta contra forças orientais em Ain Zara, Trípoli.
Um membro das forças governamentais reconhecidas internacionalmente na Líbia dispara durante uma luta contra forças orientais em Ain Zara, Trípoli. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pediu nestaa segunda-feira a todas as partes envolvidas no conflito líbio que se comprometam com um cessar-fogo e suspendam a ofensiva em andamento em Trípoli.

"Minha posição é muito clara — é um apelo ao cessar-fogo, o que significa a cessação das hostilidades", disse Guterres a repórteres.

Soldados do Exército Nacional da Líbia (LNA) liderado por Khalifa Haftar - Sputnik Brasil
Líbia: forças de Haftar destroem sede operacional do GNA em Trípoli
Guterres pediu que todos as partes estrangeiras parem de intervir no conflito e deixem os líbios resolverem a crise sozinhos.

O secretário-geral da ONU também expressou esperança de que a melhoria das condições na Líbia permitiria avançar com a Conferência Nacional, adiada devido à retomada dos combates.

“O que precisamos é acabar com interferências estrangeiras para permitir que os líbios se reúnam mais uma vez para discutir seriamente. Tivemos iniciativas comuns… a uma Conferência Nacional a ser realizada na Líbia ”, disse Guterres. “Esperamos que as condições sejam estabelecidas, permitindo que essa [iniciativa] avance novamente no futuro”.

No início de abril, o Exército Nacional da Líbia (LNA) iniciou uma ofensiva em Trípoli, que é controlada pelo Governo do Acordo Nacional (GNA), apoiado pela ONU. O GNA anunciou dois dias depois uma contra-ofensiva apelidada de "Vulcão de Raiva". Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de 430 pessoas foram mortas e mais de 2.000 ficaram feridas desde o início da ofensiva em Trípoli.

Soldados do Exército Nacional da Líbia (LNA) liderado por Khalifa Haftar - Sputnik Brasil
Líbia: forças de Haftar destroem sede operacional do GNA em Trípoli

A Líbia vem sofrendo com a agitação desde 2011, quando seu líder de longa data, Muammar Gaddafi, foi derrubado e morto. Desde então, o país foi dividido entre dois governos rivais, com um parlamento eleito, apoiado pelo exército de Haftar, governando o leste do país, e a GNA governando o resto do país de Trípoli.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала