Moscou insiste na necessidade por fim ao caos instigado pela oposição na Venezuela

© AP Photo / Natacha PisarenkoManifestación en Caracas, Venezuela
Manifestación en Caracas, Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou insiste na necessidade de por fim ao "levante de rua" na Venezuela, que encoraja a oposição, disse à Sputnik o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, na véspera da reunião dos ministros das Relações Exteriores da Rússia e da Venezuela em Moscou, que será realizada neste domingo.

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Ryabkov, confirmou em declarações à Sputnik que o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, se reunirá no dia 5 de maio com o seu colega venezuelano, Jorge Arreaza, em Moscou.

Mais cedo, uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia tinha alertado sobre a possibilidade desse encontro.

"As negociações que o ministro vai realizar amanhã com seu colega venezuelano se concentrarão em tudo que está acontecendo na Venezuela, em particular nas tentativas de outros países de pressioná-la", disse Ryabkov, comentando a agenda da reunião.

Manifestantes em Washington, DC, durante protesto contra a postura ameaçadora dos EUA em relação à Venezuela - Sputnik Brasil
Rússia cria grupo de países para neutralizar possível intervenção dos EUA na Venezuela
Ryabkov reafirmou que Moscou "insiste na necessidade de por fim ao caos nas ruas, gerado pela oposição com objetivos de provocação".

Além disso, a Rússia defende "um diálogo inclusivo, e o governo de Caracas, segundo nosso entendimento, está preparado para isso", acrescentou.

O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia negou que a reunião de Lavrov e Arreaza tenha qualquer relação com o encontro do chanceler russo com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, agendado para segunda-feira, na Finlândia.

"Não há nenhuma mensagem especial aqui. Naturalmente, porém, os resultados das conversas em Moscou com Arreaza nos permitirão entender melhor e analisar as mensagens que receberemos do secretário de Estado (Pompeo), quando o ministro (Lavrov) o encontrar em Rovaniemi", concluiu o diplomata.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала