Mais de 340 mortos e 1.652 feridos desde início da ofensiva do LNA contra Trípoli

© AFP 2022 / Mahmud TurkiaPraça de Mártires, Trípoli
Praça de Mártires, Trípoli - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pelo menos 345 pessoas foram mortas e outras 1.652 ficaram feridas desde o início da ofensiva do Exército Nacional Líbio (LNA) do Marechal Khalifa Haftar contra Trípoli, que é controlada pelo Governo do Acordo Nacional (GNA) apoiado pela ONU, informou a Organização Mundial de Saúde (OMS) nesta terça-feira.

"O número de vítimas em Trípoli até o dia 28 de abril foi de 345 mortos e 1652 feridos. As equipes médicas da OMS enviadas para os hospitais da região realizaram mais de 140 cirurgias de grande porte", informou a OMS em sua conta no Twitter.

Soldados do Exército Nacional da Líbia (LNA) liderado por Khalifa Haftar - Sputnik Brasil
Exército líbio liderado por Haftar anuncia avanço ao centro de Trípoli
Os confrontos na Líbia começaram no dia 4 de abril, quando Haftar ordenou que suas tropas avançassem sobre a capital líbia para libertá-la do GNA, que ele classificou de terrorista. Após o início dos combater, o LNA ganhou controle sobre as cidades de Surman e Garyan localizadas nas proximidades de Trípoli. Em 7 de abril, o GNA anunciou uma contra-ofensiva.

A Líbia está em crise desde 2011, quando seu líder de longa data, Muammar Kaddafi, foi morto pelos opositores. Desde então, o país foi dividido entre dois governos rivais, com um parlamento eleito, apoiado pelo exército de Haftar, governando o leste do país e o GNA, apoiado pela ONU e pela UE, com sede em Trípoli.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала