EUA impõem sanções ao chanceler venezuelano, Jorge Arreaza

© REUTERS / Ueslei MarcelinoJorge Arreaza, el canciller de Venezuela
Jorge Arreaza, el canciller de Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Segundo divulgou nesta sexta-feira (26) a Agência de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês), parte do Departamento do Tesouro dos EUA, Washington lançou sanções contra o ministro da Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza.

A OFAC informou que as sanções atingem também o juiz venezuelano Carol Padilla.

Em janeiro, o governo dos Estados Unidos anunciou que não iria reconhecer o novo mandato do presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Ao invés disso, Washington passou a apoiar o autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó.

Co-diretor nacional da Code Pink, Ariel Gold - Sputnik Brasil
Ativista protesta contra política dos EUA na Venezuela em evento oficial (VÍDEO)
No dia 23 de janeiro, a crise política venezuelana se agravou devido à autoproclamação de Guaidó, líder da oposição e da Assembleia Nacional do país. Desde então, diversos países estrangeiros têm tomado posições diversas em relação ao apoio a Guaidó ou Maduro.

Entre os países que reconhecem Maduro como presidente legítimo da Venezuela estão a China, a Rússia, a Turquia e Cuba. Já quem apoia Guaidó, inclui principalmente aliados dos EUA na Europa, e países como Argentina, Colômbia, Brasil e Chile na América do Sul.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала