Como asteroide poderia provocar 'inverno cósmico' na Terra?

CC0 / Pixabay / Asteroide que está se aproximando da Terra
Asteroide que está se aproximando da Terra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A NASA alertou sobre a possibilidade de um futuro asteroide causar "inverno cósmico" ao cair na Terra, com o surgimento de um documentário sobre rochas espaciais.

Asteroides são pequenos corpos rochosos que normalmente se localizam no interior do Sistema Solar orbitando o Sol.

Existem milhões de asteroides voando livremente pelo espaço, e as colisões, conhecidas como eventos de impacto, sempre tiveram papel importante na formação de muitos planetas.

No entanto, causaram efeitos devastadores na história da Terra, e acredita-se que um asteroide possa ter extinguido os dinossauros.

Asteroide se aproximando da Terra (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Asteroide de mais de 900 mil toneladas passou próximo do nosso planeta hoje
O documentário científico espacial Spacefiles trouxe uma teoria um tanto perturbadora sobre a repetição do que teria acontecido na época dos dinossauros.

O cinturão de asteroides representa uma grande quantidade de potenciais projéteis. Ocasionalmente acontecem colisões ente os asteroides no cinturão, e, na sequência dos impactos, os fragmentos podem ser ejetados para órbitas que podem levar fragmentos para mais perto de Marte.

Se aproximando do Planeta Vermelho, asteroides poderiam pegar um novo caminho de ligação com a órbita terrestre. Asteroides já colidiam com a Terra desta forma.

65 milhões de anos atrás, um asteroide teria atingido a península de Iucatã no México e o resultado foi um inverno cósmico e extinção em massa.

O inverno cósmico significa que um asteroide poderia eliminar todas as formas de vida na Terra e fazer o planeta mergulhar no frio e na escuridão, segundo o jornal Daily Express.

O programa revela que mesmo um pequeno asteroide poderia levar a consequências desastrosas.

Asteroide caindo na Terra (imagem gráfica) - Sputnik Brasil
NASA está planejando desenvolver telescópio para proteger Terra de asteroides
Quando os céus se limparam, dois terços de todas as espécies desapareceram, incluindo os dinossauros. A cratera formada tinha 200 quilômetros de diâmetro, tendo o asteroide 15 quilômetros de diâmetro no máximo, de acordo com o documentário. Crateras similares podem ser vistas do espaço.

A NASA revelou há pouco tempo que há como afastar asteroides. Uma opção é usar um refletor curvo para concentrar os raios solares em um pequeno ponto, afastando, assim, o asteroide da Terra. Outra opção poderia ser um pequeno foguete que se ligaria ao esteroide para conduzi-lo a uma órbita mais segura.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала