Moscou lamenta que 'linguagem de ameaças tenha se tornado cartão de visitas dos EUA'

© Sputnik / Natalia Seliverstova / Abrir o banco de imagensMinistério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou
Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou nesta quinta-feira (25) que Moscou lamenta que a "linguagem de sanções e ameaças" tenha se tornado o "cartão de visitas" dos EUA.

Em particular, a diplomata criticou as declarações do embaixador dos EUA na Rússia, John Huntsman, que ameaçou Moscou com dois porta-aviões norte-americanos que estão no mar Mediterrâneo. Hunstman havia afirmado que cada porta-aviões representa "cem mil toneladas de diplomacia internacional'' e "demonstra à Rússia que, se ela realmente espera melhorar o relacionamento com os EUA, tem que parar com as atividades desestabilizadoras em todo o mundo". 

Porta-aviões nuclear Abraham Lincoln da Marinha dos EUA, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Navios dos EUA são monitorados por submarinos russos no mar Mediterrâneo, diz almirante
"Gostaria de lembrar ao embaixador que a Rússia, ao longo de sua história de muitos séculos, encontrou repetidamente ameaças como essas, que foram emitidas como recomendações. E repetidamente provou sua inconsistência", afirmou a representante da chancelaria russa. 

Zakharova também lamentou que "a linguagem das ameaças e sanções tenha se tornado recentemente o cartão de visitas do departamento de política externa americana".

"É preciso apenas aprender bem a história — isso permitirá que você evite erros que são imperdoáveis ​​para um diplomata", acrescentou ela.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала