Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Japão poderia desenvolver novo caça furtivo com segredos do F-35, diz mídia

© AP Photo / Rick BowmerCaça F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos, foto de arquivo
Caça F-35 da Força Aérea dos Estados Unidos, foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga no
O governo japonês pretende desenvolver um novo caça furtivo combinando elementos dos caças F-22 e F-35 norte-americanos.

Essa possibilidade ficou ainda mais próxima depois que os EUA reconheceram que podem revelar seus segredos tecnológicos para o Japão. Destaca-se que, na década de 80 e 90, o Japão produziu o F-2, que era uma versão japonesa do caça norte-americano F-16, contudo, a aeronave possuía asas maiores e eletrônica mais avançada.

“Os EUA propuseram revelar alguns segredos de seu caça F-35 para o Japão para incentivar o desenvolvimento de uma aeronave que será o sucessor do caça F-2 da Força Aérea de Autodefesa do Japão”, noticiou o jornal Yomiuri Shimbun.

O plano dos EUA, proposto ao Ministério da Defesa, abriria uma porta para o desenvolvimento conjunto com o Japão de um novo caça baseado no F-35 e em outros caças.

Um caça F-35C Lightning II americano durante voo - Sputnik Brasil
EUA e Japão têm medo de perder segredos do F-35, diz mídia

Segundo fontes no governo japonês, os norte-americanos referiram a intenção de revelar informações confidenciais sobre o software instalado no F-35 para controlar partes do avião, incluindo o motor e os mísseis.

Atualmente, o Japão planeja receber 141 caças F-35, além dos 102 caças F-15J e 82 caças F-2 modernizados que possui em serviço. Caso seja desenvolvido o novo caça híbrido F-3, ele provavelmente substituiria os caças F-2 e F-15, segundo a revista The National Interest.

O grande problema que o Japão teria de resolver é o custo de suas aeronaves, que na maioria das vezes são elevados, como é o caso dos caças F-2, que custam quatro vezes mais caro do que os F-16.

O custo do novo programa japonês está estimado em aproximadamente US$ 18 bilhões (R$ 70 bilhões), informou o jornal Yomiuri Shimbun.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала