Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA acusam dois chineses de roubarem segredos comerciais da GE em benefício de Pequim

© AP Photo / Andy WongPresidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado do presidente chinês, Xi Jinping, após coletiva de imprensa em Pequim, 9 de novembro de 2017
Presidente dos EUA, Donald Trump, acena ao lado do presidente chinês, Xi Jinping, após coletiva de imprensa em Pequim, 9 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um ex-engenheiro e um empresário chinês foram acusados de espionagem econômica e de conspirarem para roubar segredos comerciais da General Electric para beneficiar a China, de acordo com uma acusação não revelada do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Xiaoqing Zheng, ex-engenheiro da GE, foi anteriormente acusado pelo Departamento de Justiça em agosto em conexão com um suposto roubo. 

O outro acusado é o empresário Zhaoxi Zhang.

No entanto, a acusação divulgada nesta terça-feira (23) contra o ex-engenheiro Zhaoxi Zhang marca a primeira vez que o governo dos EUA alegou formalmente que o esquema foi realizado para beneficiar a China e que o governo chinês forneceu apoio financeiro para a empreitada. 

Segundo a denúncia, Zheng usou seu posto na GE para roubar vários arquivos eletrônicos, incluindo arquivos proprietários, de turbinas a gás e a vapor e compartilhou esses arquivos com Zhang, que estava na China.

Caminhão descarregando, no porto chinês de Nantong, alimento para animais feito de soja importada do Brasil, agosto de 2018 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Brasil é ameaçado pelos 'tiros de bala perdida na guerra comercial sino-americana'
O Departamento de Justiça acusa Zheng e Zhang de usarem os segredos comerciais roubados da GE para promoverem seus interesses pessoais em duas empresas chinesas, identificadas como Liaoning Tianyi Aviation Technology e Nanjing Tianyi Avi Tech — duas companhias estatais de Pequim. 

Nas seis acusações de espionagem econômica e nas sete acusações de roubos de segredos comerciais, Zheng e Zhang enfrentam uma sentença máxima de 25 anos e uma multa de até US$ 5,25 milhões. Além disso, Zheng foi acusado de fazer declarações falsas ao FBI, com pena máxima de até cinco anos e multa de até US$ 250 mil.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала