Ucrânia: Poroshenko concede derrota e promete ajudar em aproximação com OTAN e UE

© Sputnik / Serviço de imprensa do presidente da Ucrânia / Abrir o banco de imagensPresidente ucraniano Pyotr Poroshenko
Presidente ucraniano Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, concedeu sua derrota no segundo turno nas eleições presidenciais neste domingo (21) e afirmou que aceita a decisão dos eleitores.

"Caros ucranianos, deixarei o cargo de chefe de estado no próximo mês, decidiu assim a maioria dos ucranianos, eu aceito essa decisão ", disse Poroshenko em seu quartel-general.

Juan Guaidó, líder da oposição venezuelana - Sputnik Brasil
Moscou: Guaidó segue mau exemplo de Poroshenko
Comentando o resultado do pleito, Poroshenko afirmou que tem como mote uma frase atribuída ao ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill: "nunca desista".

"Eu e minha equipe estão prontos para dar uma mão para o novo presidente em todas as decisões que correspondem aos interesses nacionais da Ucrânia e trazer-nos mais perto da União Europeia e da OTAN", disse em discurso transmitido pelo canal de televisão Priamoi.

Poroshenko sublinhou que ele vai deixar o cargo presidencial, mas não vai abandonar a política.

De acordo com pesquisa de boca de urna, o ex-comediante Volodymyr Zelensky recebeu 73,2% dos votos no segundo turno do pleito, contra os 25,3% de Poroshenko.

Zelensky confirmou que Poroshenko o parabenizou pela vitória. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала