Chancelaria russa: EUA fracassam sua guerra-relâmpago na Venezuela

© Sputnik / Carlos Herrera / Abrir o banco de imagensParticipantes da manifestação a favor do Presidente da Venezuela Nicolás Maduro
Participantes da manifestação a favor do Presidente da Venezuela Nicolás Maduro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA fracassaram em conduzir uma guerra-relâmpago na Venezuela, declarou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

Agora a crise na Venezuela está na agenda, declarou o chanceler russo durante seu discurso na sessão do Conselho para a Política Exterior e de Defesa russo, adicionando que "os americanos interferem abertamente nos assuntos internos dos Estados soberanos".

"A guerra-relâmpago não foi bem-sucedida [para os EUA], mas os americanos não desistem do objetivo de derrubar o governo do presidente legítimo [da Venezuela, Nicolás Maduro]."

Ao mesmo tempo, o diplomata afirmou que o rumo político de Washington em relação a vários países da América Latina é inaceitável.

"Como se não entendessem que se contrapõem a todo o mundo, e não apenas à América Latina. Acredito que tal comportamento é absolutamente inaceitável", sublinhou o ministro.

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, faz sinal com as mãos depois de chegar à base militar de Forte Tiuna, em Caracas, Venezuela, 30 de janeiro de 2019 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Maduro rechaça 'ameaças de guerra e invasão' de Bolsonaro
No dia 12 de abril, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou uma nova vaga de sanções contra a Venezuela, atingindo 4 empresas do país, além de nove navios, continuando assim a impor sanções ao setor do petróleo venezuelano.

A grave crise econômica e política na Venezuela se gravou desde 23 de fevereiro deste ano, quando o líder da oposição do país, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino da Venezuela. 

Vários países, inclusive o Brasil, os EUA e a União Europeia, reconheceram Guaidó. Por sua vez, a Rússia, China, Turquia e vários outros apoiaram Maduro como o presidente legítimo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала