Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Israel acusa Irã de ter violado direito internacional com disparo de míssil em Golã

© AP Photo / Vahid SalemiMíssil iraniano
Míssil iraniano - Sputnik Brasil
Nos siga no
De acordo com Israel, o míssil iraniano disparado na área ocupada das Colinas de Golã violou o direito internacional.

O míssil terra-terra de médio alcance, que supostamente foi transferido do Irã para a Síria em janeiro de 2016, teria violado o anexo B da Resolução 2231 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, afirma o embaixador de Israel na ONU, Danny Danon.

Danon também ressaltou que o suposto míssil iraniano "não voou menos de 60 quilômetros" e estava equipado com uma "ogiva precisa", afirmando uma ação para parar estas atividades é de responsabilidade do conselho das Nações Unidas, bem como para garantir a segurança da região.

Exército da Síria - Sputnik Brasil
Síria não exclui opção militar para reaver Colinas de Golã
Segundo a resolução 2231, o Irã está proibido de transferir qualquer equipamento militar para um país estrangeiro, segundo o portal IHS Janes

Após o suposto transporte do míssil, o Exército sírio realizou um ataque em retaliação, depois que um projétil israelense atingiu a região oeste da Síria.

Israel tem realizado ataques aéreos no território sírio para destruir instalações militares iranianas e escoltas com armamentos. Os israelenses alegam que os iranianos estejam transferindo armamento para o Hezbollah para, consequentemente, ser utilizado contra Israel.

Entretanto, Irã nega presença militar na Síria, afirmando que está no país apenas para instruir militarmente a pedido do governo sírio.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала