Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Erdogan: EUA não propuseram à Turquia condições mais vantajosas que compra de S-400

© Sputnik / Anton Denisov / Abrir o banco de imagensOs sistemas de mísseis S-400
Os sistemas de mísseis S-400 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A proposta feita pela Rússia de sistemas de mísseis antiaéreos S-400 é mais vantajosa para a Turquia do que a proposta dos EUA de sistemas Patriot, o acordo com a Rússia está concluído e o pagamento continua, disse o presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, a jornalistas nesta sexta-feira (5).

"O tema dos S-400 vai ocupar um grande espaço nas negociações em Moscou em 8 de abril durante o Conselho de Cooperação de Alto Nível presidido pelos líderes dos dois países. Os EUA estão fazendo declarações erradas sobre este assunto, o acordo com a Rússia está concluído e o pagamento continua", disse Erdogan aos repórteres.

"Na oferta dos sistemas Patriot os EUA não nos propuseram as mesmas condições vantajosas que a Rússia. Portanto, não estamos interessados em adquirir os Patriot neste momento. Em julho começarão as entregas dos S-400", acrescentou o presidente turco.

Sistema de mísseis S-400 - Sputnik Brasil
Poderia compra de sistemas S-400 russos pela Turquia ser pretexto para sua saída da OTAN?
Anteriormente as autoridades turcas informaram que Ancara não iria desistir dos planos de comprar os S-400 e que o primeiro lote desses sistemas de defesa antiaérea deveria chegar ao país neste ano. Os EUA afirmam que os sistemas S-400 são incompatíveis com os padrões da OTAN, ameaçam com sanções pela sua compra e têm dito repetidamente que podem atrasar ou cancelar o processo de venda dos novos aviões F-35 para a Turquia.

As autoridades americanas declararam em 4 de abril que a compra pela Turquia dos sistemas antiaéreos S-400 russos causa grande preocupação nos EUA e representa uma ameaça à unidade da OTAN. Além disso, elas instaram a Turquia a fazer uma escolha: continuar a ser um parceiro importante da aliança ou comprometer a sua segurança tomando decisões "imprudentes" e "minando" a OTAN.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала