Poderia compra de sistemas S-400 russos pela Turquia ser pretexto para sua saída da OTAN?

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensSistema de mísseis S-400
Sistema de mísseis S-400 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A compra pela Turquia de sistemas de defesa antiaérea S-400 russos não poderia levar à expulsão de Ancara da OTAN, dizem especialistas turcos.

"Não creio que o acordo dos S-400 seja uma razão para a exclusão da Turquia da OTAN", disse Huseyin Alptekin, investigador do programa estratégico da Fundação para a Investigação Política, Econômica e Social (SETA), nas margens da reunião do Clube Valdai de Discussões Internacionais.

Ao mesmo tempo, Enes Bayrakli, diretor do Programa de Estudos Europeus da SETA, destacou que ninguém, nem na OTAN nem na Turquia, leva a sério as especulações sobre uma possível retirada de Ancara da aliança por causa da compra dos S-400.

"A contribuição da Turquia para a OTAN é insubstituível, a OTAN seria algo completamente diferente se a Turquia deixasse a organização. Não substituiriam a Turquia por ninguém. Para eles, o dano seria enorme", ressaltou o especialista.

Caças F-35 Lightning preparando-se para decolar da base da Força Aérea de Barksdale, EUA, 12 de outubro de 2018 - Sputnik Brasil
Por que EUA se preocupam com proximidade entre mísseis S-400 e caças F-35 na Turquia?
Hasan Basri Yalcin, diretor do programa de investigação estratégica da SETA, salientou que a Turquia é "um fornecedor de segurança fiável para a OTAN", mas Ancara não quer tornar-se "um satélite da OTAN". "Para a Turquia é inaceitável", adicionou o especialista.

O vice-ministro russo das Relações Exteriores, Aleksandr Grushko, declarou que os Estados Unidos, ao exigirem que a Turquia renuncie aos sistemas antiaéreos russos S-400, estão perseguindo um interesse econômico "óbvio".

"A pressão que os Estados Unidos exercem sobre a Turquia não surpreende… Estão perseguindo um interesse econômico evidente ", disse Grushko em uma coletiva de imprensa.

Sistemas de defesa antiaérea russos S-400 - Sputnik Brasil
Turquia precisa dos sistemas S-400 para uso próprio e não vai revendê-los, afirma ministro
Grushko salientou que os EUA estão muito interessados em que a Turquia e os outros aliados comprem exclusivamente armas americanas, e é por isso que exigem que aumentem os seus orçamentos militares em 2%.

"Se esta demanda norte-americana for atendida", explicou o diplomata, "o orçamento da OTAN alcançaria o valor astronômico de US$ 400 bilhões (R$ 1,5 trilhões), dos quais US$ 100 bilhões (R$ 385 bilhões) teriam de ser usados para a compra de armamento americano."

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, declarou em 3 de abril que a compra pela Turquia dos sistemas antiaéreos S-400 russos causa grande preocupação nos EUA e representa uma ameaça à unidade da OTAN. Além disso, ele instou a Turquia a fazer uma escolha: continuar a ser um parceiro importante da aliança ou comprometer a sua segurança tomando decisões "imprudentes" e "minando" a OTAN.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала