- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Marinha do Brasil testa com sucesso novo míssil nacional

© Marinha do Brasil/DivulgaçãoMomento do lançamento do míssil a bordo da Fragata Independência
Momento do lançamento do míssil a bordo da Fragata Independência - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Marinha do Brasil lançou nesta quarta-feira o segundo protótipo do Míssil Antinavio de Superfície (MANSUP), segundo a assessoria de imprensa da corporação.

Segundo a Marinha, esse já é o segundo teste do protótipo nacional, produzido em parceria com as empresas Avibrás, Siatt, Omnisys e Fundaçao Ezute.

"O lançamento foi realizado a bordo da Fragata Independência e confirmou o correto funcionamento de vários subsistemas e de alguns aperfeiçoamentos realizados após o primeiro teste, ocorrido em novembro de 2018 a bordo da Corveta Barroso", informou a Marinha em um comunicado.

Porta-helicópteros Atlântico no Píer Mauá, no Rio de Janeiro, em 11 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Investimento bilionário da Marinha do Brasil 'não é luxo, é necessidade', diz especialista
Os militares brasileiros testaram sistema de navegação, controle e guiamento do MANSUP, e cumpriram com êxito a trajetória esperada, "conforme verificado por meio dos dados da telemetria, também nacional, instalada no míssil e em unidades participantes da operação".

O lançamento do míssil aconteceu em uma área entre Rio de Janeiro e Cabo Frio, e três navios da Esquadra participaram da operação: o Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico, o Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia e a Fragata Independência. 

"O MANSUP será um míssil do tipo fire and forget para emprego contra alvos na superfície do mar (navios ou similares), sendo utilizado nas instalações de tiro dos navios da Esquadra", explicou a Marinha em comunicado.

Além de contribuir para o desenvolvimento da indústria de defesa, fomentar o desenvolvimento tecnológico da indústria brasileira, garantir a manutenção do Poder Naval e da soberania nacional, o projeto, segundo a Marinha, "inclui o Brasil no seleto grupo de países produtores de mísseis".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала