Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moscou: Rússia se vê forçada a se preparar para potencial instalação de mísseis dos EUA

© Sputnik / Vladimir Astapkovich / Abrir o banco de imagensMíssil modernizado 9М729 apresentado pelo Ministério da Defesa russo no pavilhão de exibição Patriot, nos arredores de Moscou
Míssil modernizado 9М729 apresentado pelo Ministério da Defesa russo no pavilhão de exibição Patriot, nos arredores de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga no
Nesta terça-feira (19), o Ministério das Relações Exteriores russo afirmou que a Rússia não irá destruir os sistemas com o míssil 9M729, por causa do qual Washington acusa a Rússia de violar o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).

"Não podemos destruir os sistemas com o nosso míssil 9M729, que infundadamente foi declarado por Washington como violação do tratado", lê-se no comentário da chancelaria russa.

Além disso, o ministério russo apontou que a Rússia vê-se forçada a se preparar para um possível posicionamento de mísseis de médio alcance por parte dos EUA.

"Os EUA estão desenvolvendo ativamente novos sistemas de mísseis de médio alcance. Somos forçados a nos prepararmos para seu potencial desdobramento. Ao mesmo tempo, rejeitamos categoricamente as tentativas de perverter a lógica objetiva de manter o equilíbrio militar e estratégico, interpretando nossos passos de resposta como uma ameaça de mísseis por parte da Rússia", indica o comentário.

Destruição de míssil SS-23, o 957º e o último míssil soviético de curto alcance a ser destruído no âmbito do Tratado INF com os EUA - Sputnik Brasil
Pentágono: EUA testarão novos mísseis convencionais após saída do tratado nuclear
A chancelaria russa afirmou também que o fim do tratado pode levar a uma corrida armamentista em várias regiões do mundo. 

"Se os EUA quiserem manter a posição atual sobre o Tratado INF, no dia 2 de agosto ele irá expirar. É óbvio que o desmoronamento do tratado terá as consequências mais negativas para a segurança e estabilidade internacional. Pode começar uma corrida armamentista multilateral em várias regiões, prosseguirá a erosão do sistema de controle sobre as armas", apontou.

Previamente, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que no dia 2 de fevereiro Washington daria início à saída do Tratado INF.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou no mesmo dia que a Rússia irá responder de forma recíproca. Em 3 de março, Putin assinou o decreto sobre a suspensão do Tratado INF por parte da Rússia, comunicou a assessoria de imprensa do Kremlin, explicando que a suspensão vai estar em vigor até que os EUA corrijam as violações do Tratado cometidas por eles ou até que o tratado deixe formalmente de vigorar.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала