Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Senadores dos EUA querem saber: a China interferiu nas eleições norte-americanas?

© AP Photo / Andy WongBandeiras dos EUA e China (imagem de arquivo)
Bandeiras dos EUA e China (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O diretor nacional de inteligência Dan Coats deve desclassificar uma carta em resposta a perguntas sobre se a China interferiu nas eleições de 2016 e 2018, afirmaram os senadores Ron Wyden, Martin Heinrich e Kamala Harris.

"O pedido dos senadores para desclassificar a carta de 31 de outubro de 2018 também observou que ela incluía informações importantes sobre as eleições de 2018", disse o comunicado.

Presidente chinês Xi Jimping e o presidente venezuelano Nicolás Maduro antes de encontro bilateral em Pequim, China, 7 de janeiro de 2016 - Sputnik Brasil
China volta a criticar interferência externa na política interna da Venezuela
No mês passado, Coats forneceu uma resposta não confidencial às questões do Comitê de Inteligência do Senado sobre uma suposta interferência da China nas eleições dos EUA. A carta não confidencial, no entanto, não abordou se a China interferiu nas eleições presidenciais de 2016, como afirmou o presidente Donald Trump, disseram os senadores.

Em uma carta endereçada à Coats, os senadores disseram que é fundamental para o povo norte-americano ter conhecimento das atividades específicas de adversários estrangeiros sobre interferência nas eleições dos EUA.

Em setembro de 2018, o presidente dos EUA, Donald Trump, acusou a China durante a reunião do Conselho de Segurança da ONU de se intrometer nas eleições de 2018 dos EUA. A China negou as acusações feitas por Trump.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала