- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Mourão cita cúpula de Trump e Kim e sugere diálogo com Maduro por fim da crise venezuelana

© AP Photo / Andre Penner O vice-presidente Hamilton Mourão.
O vice-presidente Hamilton Mourão. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-presidente brasileiro Antônio Hamilton Mourão sugeriu nesta sexta-feira que um diálogo com o presidente venezuelano Nicolás Maduro é necessário para superar a crise política e social no país caribenho.

"Alguém tem que conversar, certo? [O presidente dos EUA, Donald] Trump não foi conversar com [o líder norte-coreano] Kim Jong-un?", declarou Mourão em referência à cúpula entre os dois líderes, realizada esta semana em Hanói, no Vietnã.

Bandeiras do Brasil e da Rússia - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Chanceler do Brasil se diz pronto para discutir a situação na Venezuela com a Rússia

De acordo com Mourão, a falta de canais internacionais com o governo Maduro vem dificultando uma resolução para a crise que assola a Venezuela. Sem diálogo, explicou o vice-presidente, a tendência é de que a situação na região se agrave ainda mais.

"Isso aí é um castelo de cartas. Tem que puxar a carta correta. Quando puxar aquela carta, esse castelo vai desabar", prosseguiu Mourão, que no início da semana sugeriu que Maduro e seus aliados deveriam deixar o país caribenho, abrindo espaço para sua reconstrução.

O general da reserva brasileiro, que vem tendo papel de destaque do lado brasileiro nas negociações em torno da crise venezuelana, ainda fez comentários positivos sobre a visita feita pelo presidente da Assembleia Nacional do país, Juan Guaidó, considerado o líder interino da Venezuela pelos Estados Unidos, Brasil e dezenas de país europeus.

Elliott Abrams, enviado do governo dos Estados Unidos para a Venezuela - Sputnik Brasil
EUA não querem uso da força na Venezuela, mas todas as opções seguem na mesa, diz oficial

"O Guaidó está sendo reconhecido como presidente real, vamos colocar assim, da Venezuela. Ele veio aqui para mostrar para os venezuelanos que é recebido pelo presidente brasileiro. Acho que é isso", ponderou.

Apesar da sua sugestão sobre um diálogo com Maduro, Mourão destacou que só falava em caráter de hipótese e que tal possibilidade, caso se tornasse possível, teria de passar pelo crivo do presidente Jair Bolsonaro.

A fala do vice-presidente contrasta com o que disse mais cedo o ministro de Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, que garantiu que não havia qualquer diálogo ou chance de negociações com Maduro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала