EUA adiarão aumento de tarifas contra produtos chineses, diz Trump

© AFP 2022 / STRNotas yuan e dólares dos EUA são vistos em uma mesa em Yichang, província de Hubei, na China central em 14 de agosto de 2015
Notas yuan e dólares dos EUA são vistos em uma mesa em Yichang, província de Hubei, na China central em 14 de agosto de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste domingo (24) que vai estender o prazo para aumentar as tarifas sobre as importações chinesas, citando "progressos substanciais" nas negociações de fim de semana entre os dois países.

"Tenho o prazer de informar que os EUA fizeram progressos substanciais em nossas negociações comerciais com a China sobre questões estruturais importantes, incluindo proteção à propriedade intelectual, transferência de tecnologia, agricultura, serviços, moeda e muitas outras questões", escreveu Trump no Twitter.

O presidente republicano afirmou que o novo prazo para a aplicação das tarifas é um "resultado dessas conversas muito produtivas". 

Temer deu uma camiseta da seleção brasileira de futebol ao presidente Xi Jinping. - Sputnik Brasil
Muito além da 'bugiganga': China é principal fonte de produtos tecnológicos para o Brasil
Trump também disse que se as negociações progredirem, ele se encontrará com o presidente chinês Xi Jinping em seu resort na Flórida para finalizar um acordo.

Negociadores norte-americanos e chineses se reuniram durante o fim de semana enquanto tentavam resolver uma guerra comercial que abalou os mercados financeiros.

Trump pretendia aumentar as tarifas em US$ 200 bilhões de importações chinesas, um aumento de 10% para 25%, caso não houvesse um acordo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала