Asteroide gigantesco faz cientista buscar um meio para evitar colisão devastadora

CC BY 2.0 / Ruuttu / Colapso entre um asteroide e a TerraUm retrato do hipotético colapso entre um asteroide e a Terra
Um retrato do hipotético colapso entre um asteroide e a Terra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em documentário, cientista revela como poderia salvar a humanidade de um arrasador asteroide.

Diversos debates surgiram depois que a NASA admitiu que um asteroide pode vir a atingir diretamente a Terra.

Dinossauro (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Asteroide ou vulcões? Paleontólogos expõem quem foi o 'assassino' dos dinossauros
O asteroide Apophis 99942 de 3,2 quilômetros de diâmetro orbita nas proximidades da Terra, sendo assim, ele continua sendo uma grande ameaça, segundo o Daily Express.

Anteriormente, a NASA revelou que a possibilidade de ele impactar com a Terra correspondia a 2,7%, e que isso poderia acontecer apenas em 2029. Entretanto, mais recentemente, a NASA afirmou a chance de o asteroide atingir a Terra em 2068 é de uma em 150.000.

Jay Melosh, geofísico norte-americano, declarou que não há motivos para temer, pois ele descobriu como salvar o planeta, enfatizando que um espelho poderia ser utilizado como uma lupa.

"Assim que atingirmos o asteroide, iniciaremos a vaporização do material e assim que ele vaporizar, o asteroide será empurrado para outro caminho", declarou o geofísico.

Dessa maneira, ele pretende atingir o asteroide com uma luz até que o corpo celeste sofra a vaporização, para isso é necessário alterar a velocidade do asteroide para um centímetro por segundo, o que pode mudar o percurso, evitando uma eventual colisão com a Terra.

Caso um asteroide como o Apophis atingisse uma cidade, como, por exemplo, Boston, ele criaria uma cratera de aproximadamente 10 quilômetros de diâmetro, ou seja, destruiria quase completamente a cidade, concluiu Jay Melosh.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала