Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Ambulâncias com 10 venezuelanos feridos estão a caminho de Boa Vista

© Sputnik / Pavel Lisitsyn / Abrir o banco de imagensCarros de ambulância da Rússia (foto de arquivo)
Carros de ambulância da Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Duas ambulâncias, com 5 venezuelanos feridos em cada veículo, estão a caminho de Boa Vista, capital de Roraima, na tarde desta sexta-feira (22).

Os dois veículos seguiram primeiro para o Hospital Délio Tupinambá, o único de Pacaraima, mas depois saíram com destino ao Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista, a 215 km da fronteira. 

O ministro do MRE, Ernesto Araújo, na cerimônia de diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no TSE. - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Ernesto Araújo vai à Colômbia para apoiar ajuda humanitária à Venezuela
Em entrevista à Sputnik Brasil, Ivani de Moraes, técnica de enfermagem do hospital de Boa Vista, afirmou que os dois veículos carregam 10 indígenas venezuelanos feridos, 5 em cada um.

Segundo o jornal Washington Post, na manhã desta sexta-feira um comboio militar se aproximou de um ponto de controle próximo a uma comunidade indígena na vila de Kumarakapai, perto de uma das vias que ligam os dois países.

Quando um grupo de pessoas tentou bloquear a passagem do comboio, os soldados abriram fogo, ferindo ao menos 22 pessoas e deixando 2 mortos. O governo de Nicolás Maduro não confirma que houve o conflito. As informações, até o momento, foram dadas pela imprensa internacional e por políticos de oposição.

A fronteira entre Venezuela e Brasil está fechada desde a noite de quinta-feira (21). No entanto, a Guarda Nacional permitiu a passagem das duas ambulâncias com os feridos para que eles fossem atendidos no Brasil.

De acordo com a agência Reuters, alguns indígenas haviam expressado apoio aos planos da oposição venezuelana de permitir a entrada de ajuda humanitária na Venezuela. Maduro justifica que a entrada de ajuda humanitária seria uma espécie de disfarce para facilitar uma intervenção dos Estados Unidos, e ordenou aos militares que impeçam a entrada dos suprimentos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала