Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Bebianno nega ataques a Bolsonaro e afirma não ter chamado o presidente de 'louco'

© AP Photo / Leo CorreaO então presidenciável Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno durante evento da campanha em 2018.
O então presidenciável Jair Bolsonaro e Gustavo Bebianno durante evento da campanha em 2018. - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, afirmou neste domingo (17) que não irá atacar o presidente Jair Bolsonaro (PSL), conforme foi especulado na imprensa após a divulgação de candidaturas laranjas no PSL.

A afirmação foi feita à Folha de S. Paulo

Bebianno deverá ser exonerado na segunda-feira (18) e tornar-se o primeiro ex-ministro de Bolsonaro. Ele tornou-se o alvo após a divulgação de candidaturas laranjas do partido do presidente. 

"Eu não vou sair com pecha de bandido, de patrocinador de laranjais ou de traidor", afirmou Bebianno.

Floresta Amazônica em Tucuruí, no Pará - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Governo Bolsonaro 'vestiu a carapuça' ao usar Abin para monitorar Sínodo, diz Frei Betto
Neste domingo, o jornal O Globo publicou que Bebianno disse a um interlocutor: "Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil".

Para a Folha de S. Paulo, o ainda ministro da Secretaria-Geral da Presidência negou ter dito que Bolsonaro é "louco".

"Nunca falei nada parecido sobre o presidente".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала