Tambor, coração e gelatina: ouça a batida do campo magnético terrestre (VÍDEO)

Nos siga noTelegram
Cientistas atualizaram o Modelo Magnético Mundial, que representa o campo magnético do nosso planeta, depois de descobrirem que o polo norte magnético estava se movendo do Ártico canadense para a Sibéria da Rússia a um ritmo preocupante.

Um estudo, publicado no jornal científico Nature Communications, indica que o campo magnético que protege a Terra dos impulsos solares mortais faz um barulho semelhante a uma batida de coração, ao movimento de água ou de gelatina. Trata-se de dados recebidos de cinco sondas espaciais da NASA.

Além disso, o barulho, que não dá para ser ouvido do nosso planeta, não pode ser percebido por humanos nem mesmo no espaço.

O barulho foi captado por instrumentos supersensíveis das sondas THEMIS quando os impulsos atingiram o limite externo do campo magnético planetário, que é conhecido como magnetopausa, com vibrações ondulando pelo escudo para os polos magnéticos antes de serem refletidas de volta para o espaço.

Terra - Sputnik Brasil
Reversão do campo magnético da Terra poderia ser mais rápida do que se pensava
O estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade Queen Mary de Londres, é a primeira confirmação direta de uma teoria que a magnetopausa emite barulhos parecidos com batidas de tambor, criada em meados da década de 70.

Para comprovar o fenômeno quase inaudível foi necessário o alinhamento de cinco sondas da NASA. Além de ventos solares, a magnetopausa é afetada por partículas de plasma carregadas do nosso Sol, afirmou o Dr. Martin Archer, físico de plasma espacial e principal autor do novo estudo.

Falando ao Live Science, Archer afirmou que este trabalho exigia a expansão da teoria original para combinar modelos mais realistas de toda a magnetosfera, bem como executar simulações computacionais globais da resposta da magnetosfera a impulsos.

Um planeta no Universo (apresentação artística) - Sputnik Brasil
Astrônomos descobrem 'embrião' de planeta no Sistema Solar
"Nós encontramos a primeira evidência direta e inequívoca de observação de que a magnetopausa vibra em um padrão de ondas estacionárias, como um tambor, quando atingida por um forte impulso", disse Archer.

Ao provar a velha teoria, os cientistas confirmaram que "o campo magnético da Terra é um gigantesco instrumento musical cuja sinfonia nos afeta grandemente através do tempo espacial.

Sabemos que análogos de instrumentos de cordas e vento há décadas, mas agora podemos adicionar alguma percussão à mistura", brincou Archer. Outros planetas, incluindo Mercúrio, Júpiter e Saturno, podem ter escudos magnéticos semelhantes, sendo possíveis batidas de tambor parecidas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала