Autópsia traz últimos momentos de desaparecido que foi comido por urso nos EUA

CC0 / / Urso-negro (imagem referencial)
Urso-negro (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Foi desvendado o motivo da morte de um homem que desapareceu no ano passado no Parque Nacional Great Smoky Mountains (EUA), que teve seu cadáver devorador parcialmente por um urso.

Em 11 de setembro de 2018, o cadáver de um homem de 30 anos foi encontrado no Parque Nacional Great Smoky Mountains localizado na fronteira entre estados americanos de Tennessee e Carolina do Norte. A causa da morte finalmente veio à tona, escreve USA Today.

A mídia lembra que a causa da morte de um homem desaparecido, cujo cadáver foi comido parcialmente por um urso, era desconhecida. Ao lado dele foram encontradas seringas e substâncias alucinógenas. Um urso preto adulto passou horas afastando todos que tentavam se aproximar, enquanto comia o cadáver.

Urso (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Urso de estimação devora caçador, deixando apenas 'restos de esqueleto' na Rússia
A identidade do falecido foi descoberta graças aos objetos pessoais e às tatuagens no corpo. Dava para ver seus ossos, o emblema da banda AC/DC e a bandeira da Confederação com as palavras "Isso é coisa de matuto".

Com as informações recolhidas foi possível descobrir a identidade do cadáver: Lee Hill Jr., de 30 anos, da cidade de Louisville. Ele estava desaparecido há quatro dias, e o último paradeiro dele era que tinha saído com um amigo em busca de ginseng — que dá efeitos estimulantes e alucinógenos — na floresta.

A autópsia veio à tona somente em fevereiro deste ano. Legistas concluíram que a causa da morte foi overdose não intencional pelo uso de metanfetamina. Sinais de que Hill tenha sido atacado ainda vivo não foram encontrados.

Urso-negro-asiático (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Cuidador morre após ser atacado por urso doméstico no Japão
Tendo encontrado o homem já morto não salvou o urso de ser assassinado por guardas florestais em 16 de setembro. 

"Decidimos sacrificar esse urso para segurança dos visitantes do parque e dos moradores locais", declarou o superintendente do Parque, Cassius Cash.

O amigo de Hill que saiu com ele para a floresta morreu em outubro, ou seja, um pouco depois; a causa da morte é desconhecida. O urso-negro é o mais encontrado na América do Norte. Um macho chega a medir dois metros e a pesar até 360 quilogramas. Há pouquíssimos casos de ataque a humanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала