Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Sonda da NASA instala 1º instrumento que estudará núcleo do Planeta Vermelho

© NASA . NASA/JPL-CaltechA sonda marciana InSight tira selfie com um câmera instalada no braço robótico
A sonda marciana InSight tira selfie com um câmera instalada no braço robótico - Sputnik Brasil
Nos siga no
O módulo de pouso InSight começou a realizar observações científicas completas dos abalos subterrâneos de Marte.

Trata-se do sismógrafo SEIS (sigla em inglês para Experimento Sísmico para Estrutura Interior), que estudará o interior do Planeta Vermelho por meio de ondas sísmicas que atravessam as camadas marcianas. O instrumento foi coberto por um "revestimento" especial que o protege contra poeira, vento e vibração, comunica o serviço de imprensa do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA.

"A [variação de] temperatura é um dos nossos maiores pesadelos […] Isso evita que o [sismógrafo] SEIS aqueça demais durante o dia ou se esfrie demais à noite. Em geral, queremos manter a temperatura o mais estável possível", disse Bruce Banerdt, chefe da missão InSight da NASA na Califórnia.

A superfície de Marte (ilustração) - Sputnik Brasil
Descoberta nova aplicação da sonda Curiosity depois de 6 anos de missão em Marte
O módulo de pouso InSight aterrissou com sucesso no início de dezembro de 2018 perto do equador de Marte, no lado oeste de uma planície lisa chamada Elysium Planitia. Ele tornou-se assim o herdeiro oficial de outra sonda geológica da NASA, a Phoenix Mars Lander, que aterrissou em Marte em maio de 2008 para encontrar vestígios de vida e água no seu solo.

A bordo do módulo está instalado um sismógrafo, bem como um termômetro geofísico, que será colocado em uma perfuração de cinco metros para medir a temperatura das profundezas de Marte.

Um dos dispositivos da sonda irá rastrear com grande precisão as flutuações da rotação do planeta, o que ajudará a determinar a distribuição da massa no núcleo do planeta e entender melhor sua estrutura interna.

Somente no início de fevereiro é que o "braço" robótico do módulo de pouso tapou a sonda com uma cobertura de proteção especial para a proteger das alterações de temperatura, da areia e do vento marciano.

Investigadores acreditam ter encontrado água em estado sólido em Marte - Sputnik Brasil
NASA divulga VÍDEO de 'tarde suave em Marte' gravado por sonda espacial
A conclusão deste procedimento permitirá que Banerdt e sua equipe obtenham os primeiros dados "limpos" sobre as vibrações sísmicas do interior de Marte. O resultado dessa pesquisa permitirá entender melhor o núcleo e os processos geológicos do planeta, além de poder descobrir pelo menos um tremor gerado por impacto de asteroide.

Na próxima semana, os cientistas vão começar a instalar o segundo instrumento principal do InSight, que é a plataforma de perfuração HP3. Este procedimento, de acordo com as estimativas atuais dos peritos da NASA, demorará muito mais tempo do que a ativação do SEIS e levará pelo menos dois ou três meses.

O lançamento da sonda inicialmente estava planejado para março de 2016, mas devido a falhas, seu envio foi adiado para o primeiro semestre de 2018. Já no final de dezembro, o módulo abriu com êxito os painéis solares e instalou o sismógrafo em um dos pontos mais planos e seguros na sua proximidade.    

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала