Especialista: Ucrânia arruinou Exército e Marinha com suas próprias mãos

© © Photo: AP/Sergei ChuzavkovForças Armadas ucranianas (foto de arquivo)
Forças Armadas ucranianas (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Ucrânia arruinou o Exército e a Marinha com suas próprias mãos, por não ter prestado a atenção necessária às Forças Armadas, e agora tenta culpar a Rússia por isso, disse à Sputnik na terça-feira (5) o ex-comandante Frota do Mar Negro (no período de 1998 a 2002), almirante Vladimir Komoedov.

Mais cedo, o chefe da comissão de investigação temporária da Suprema Rada (parlamento ucraniano) para investigação de apropriação indevida nas Forças Armadas, Ivan Vinnik, disse que a Rússia poderia estar envolvida na destruição da capacidade militar do Exército ucraniano.

No entanto, Vladimir Komoedov destacou que hoje cada um tenta acusar a Rússia de qualquer coisa. Contudo, segundo ele, a Frota do Mar Negro da URSS foi dividida de uma maneira que a Ucrânia ficou satisfeita com tudo o que recebeu naquela época.

"Eles simplesmente não cuidaram da frota, arruinaram-na com as próprias mãos. A Marinha é um brinquedo caro, é uma coisa que deve ser tratada diariamente para manter sua prontidão de combate. Era necessário prestar atenção a ela, preparar pessoas — profissionais normais", disse Vladimir Komoedov.

Tanque Oplot das Forças Armadas ucranianas (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Ucrânia não consegue entregar aos EUA um único tanque
Ele observou que, em 2002, a Rússia ajudou a Ucrânia com a reparação do submarino Zaporozhie, que fez parte da Marinha soviética. Após a divisão da Frota do Mar Negro em 1997, o submarino passou ao serviço da Marinha ucraniana.

"Em tempos ajudamos a preparar a tripulação para o submarino Zaporozhie, ajudamos a Ucrânia com a sua reparação. Devido à falta de financiamento, a reparação não foi concluída, mas mesmo se este submarino fosse para o mar, não poderia fazer nada sozinho. Em qualquer caso, não se pode culpar a Rússia pela destruição da capacidade de combate do Exército da Ucrânia", acrescentou Komoedov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала