Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Colonizador ontem, colonizador hoje

© Sputnik / Vitaly PodvitskyColonizador ontem, colonizador hoje
Colonizador ontem, colonizador hoje - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Ministério das Relações Exteriores da Venezuela condenou o ultimato dos países da União Europeia, comparando-o com ações de colonizadores.

Neste sábado (26), Reino Unido, Alemanha, França e Espanha – recebendo apoio da Holanda posteriormente – deram um ultimato de oito dias para Nicolás Maduro organizar eleições ou então o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, seria reconhecido presidente interino do país.

"A República Bolivariana da Venezuela rejeita fortemente a declaração da União Europeia de 26 de janeiro, que confirmou sua decisão de se juntar ao golpe de Estado orquestrado pelo governo dos EUA, tendo em mente a tentativa de dar à Venezuela um ultimato que lembra o estilo dos poderes coloniais", publicou Jorge Arreaza, chanceler da Venezuela, um comunicado no Twitter.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала