- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Lama da barragem da Vale pode chegar à foz do rio Paraopeba

© AP Photo / Bruno Correia/Nitro via APVista aérea mostra ponte desmoronada causada por inundações provocadas pelo colapso de uma barragem perto de Brumadinho, Brasil, 25 de janeiro de 2019
Vista aérea mostra ponte desmoronada causada por inundações provocadas pelo colapso de uma barragem perto de Brumadinho, Brasil, 25 de janeiro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Boletim de Monitoramento Especial do rio Paraopeba, produzido pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) informou que a lama de rejeitos da barragem da Vale, em Brumadinho, alcance, entre os dias 15 e 20 de fevereiro, a Usina Hidrelétrica de Três Marias, na Bacia do Rio São Francisco, região central do estado de Minas Gerais.

A nascente do Paraopeba está localizada no município de Cristiano Otoni, região metropolitana de Belo Horizonte, e a foz, na represa de Três Marias, no município de Felixlândia.

Helicópteros dos Bombeiros sobrevoando área depois do rompimento de barragem em Brumadinho (MG) - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
'Se nada for feito, tragédia vai se repetir', diz professor da USP sobre Brumadinho
De acordo com o documento da CPRM, os rejeitos percorrem a rio Paraopeba a uma velocidade de 1 km/hora. No dia 29 de janeiro, os rejeitos deverão alcançar o município de São José da Varginha e, entre os dias 5 e 10 de fevereiro, a Usina Hidrelétrica de Retiro Baixo, entre os municípios mineiros de Curvelo e Pompeu.

CPRM emite dois boletins sobre as águas contaminadas do rio Paraopeba. A previsão da velocidade dos rejeitos é baseada em dados coletados em campo, considerando as características da bacia hidrográfica, informou Agência Brasil. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала