Kremlin: Moscou não teve e não planeja ter nenhum contato com Guaidó

© Sputnik / Aleksei Druzhinin/Anton Denisov / Abrir o banco de imagensO Kremlin de Moscou
O Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia não teve e não planeja ter nenhum contato com o chefe da Assembleia Nacional bolivariana, Juan Guaidó, que foi reconhecido por vários países como o presidente interino da Venezuela, declarou a jornalistas o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.

"Pelo que sei, não há planos em relação a isso", acrescentou Peskov.

Pessoas se reúnem em apoio ao líder da oposição da Venezuela, Juan Guaidó, na Praça do Vaticano, em Buenos Aires, Argentina, 23 de janeiro de 2019 - Sputnik Brasil
Especialistas comentam desavenças entre EUA e Rússia sobre situação crítica em Caracas
Anteriormente, o diretor do Departamento Latino-Americano da chancelaria russa, Aleksandr Schetinin,  em entrevista concedida à Sputnik, anunciou que a Rússia não entrou em contato com Guaidó e não planeja fazê-lo.

Em 23 de janeiro, o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, se declarou presidente interino da Venezuela. Por sua vez, Maduro reafirmou ser o presidente legítimo do país e chamou Guaidó de "marionete dos EUA".

Os EUA e outros países, inclusive o Brasil, reconheceram Guaidó como presidente interino da Venezuela. A Rússia e uma série de países, tais como China e Turquia, apoiam a permanência de Nicolás Maduro.

Moscou declarou reiteradamente que seu posicionamento sobre o reconhecimento de Nicolás Maduro como presidente legítimo da Venezuela não mudaria, assinalando que a postura dos países ocidentais mostra a forma como eles encaram o direito internacional, a soberania e a não interferência nos assuntos internos dos outros países.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала