Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Piloto do voo MH370 foi morto e avião sequestrado? Americano afirma que sim

© AFP 2021 / Hoang Dinh NamOperação de busca do voo MH370
Operação de busca do voo MH370 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O desaparecimento do Boeing 777 da Malásia em 2014 se tornou um dos maiores mistérios da aviação. Enquanto os investigadores malaios e internacionais acreditam que o avião se desviou da rota e caiu no oceano Índico a centenas quilômetros da costa sudoeste da Austrália, um ex-piloto americano propôs uma nova teoria de conspiração.

Randy Ryan, capitão retirado da Força Aérea dos EUA e da United Airlines, acredita que o Boeing tenha voado deliberadamente em direção a Madagascar, apesar de as autoridades malaias terem procurado os seus destroços perto da Austrália.

Oficial durante busca pelo avião do voo MH370, da companhia aérea Malaysia Airlines, no sul do oceano Índico, 22 de março de 2014 (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Voo MH370: investigadores expõem série de erros que atrasaram buscas do avião
A aeronave perdeu a comunicação com o Centro de Controle de Tráfego Aéreo antes de desaparecer dos radares sobre o mar do Sul da China. Ryan insiste que o piloto do Boeing e o copiloto desligaram intencionalmente o transponder e mudaram a trajetória de forma desapercebida.

"Eu penso que o piloto e o copiloto fizeram tudo normalmente antes do voo", declarou Ryan ao jornal Daily Star, acrescentando que eles descolaram, subiram, nivelaram e programaram de modo correto o computador para o voo pela rota indicada.

"Tudo parece normal, mas um deles — ou possivelmente ambos, mas eu duvido- matou o outro piloto e assumiu o controle do avião", explicou o defensor da teoria da conspiração. "Ele mudou o rumo em direção oeste. Ele fez isso tão lentamente que ninguém na cabina reparou na mudança", declarou.

A seguir, o avião continuou voando para oeste e em algum momento caiu no mar ou em alguma ilha no oeste do oceano Índico.

Um fragmento da asa do avião foi encontrado no leste de Madagascar 2015 e confirmado pelo promotor como pertencente à aeronave desaparecida, o que prova as declarações de Ryan, em sua opinião. O americano afirma que as buscas decorreram no local errado, por isso, se alguém ainda tiver dinheiro, as buscas devem continuar.

O voo MH370 desapareceu dos radares em março de 2014 com 227 passageiros e 12 tripulantes a caminho de Kuala Lumpur para Pequim, sumindo dos radares 40 minutos depois da decolagem. A operação de busca, financiada por governos de vários países, não deu resultados.

O governo da Malásia abandonou as buscas em maio de 2018, reconhecendo que não sabe o paradeiro do Boeing. Contudo, entusiastas ainda tentam rastrear os destroços do avião e descobrir a cadeia de eventos que levaram ao trágico desaparecimento.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала