Maduro: Venezuela realizará exercícios militares em fevereiro para demonstrar poder bélico

© Foto / Miraflores Palace/Handout via REUTERSMinistro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, utiliza rifle durante exercício militar
Ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, utiliza rifle durante exercício militar - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou a realização de exercícios militares entre os dias 10 e 15 de fevereiro, para demonstrar que o país possui capacidades de se defender de qualquer agressão.

"Contamos com com Forças Armadas profissionais e bem preparadas, prontas para defender a Pátria com a própria vida e em sob qualquer cenário", advertiu Maduro, durante uma coletiva de imprensa no Palácio Miraflores (sede do governo), transmitida pelas emissoras estatais.

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante coletiva de imprensa no Palácio de Miraflores em Caracas, 12 de dezembro de 2018 - Sputnik Brasil
Maduro fala em golpe midiático e demonstra disposição para diálogo com oposição
O líder da Venezuela também acrescentou que, entre os dias 10 e 15 de fevereiro, exercícios militares serão realizados no país.

"Esses exercícios provarão a todos que as nossas Forças Armadas, em questão de 24 horas, estarão mobilizadas para defender o país de qualquer agressor", destacou o presidente. 

No dia 23 de janeiro, o líder da oposição e presidente do parlamento, se autoproclamou presidente interino da Venezuela. Ele foi apoiado pelos EUA, Canadá, Colômbia, Brasil, Argentina e outros países. 

Nicolás Maduro qualificou o ato de tentativa de golpe de Estado e anunciou o rompimento das relações diplomáticas com os EUA. O ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, por sua vez, anunciou que as Forças Armadas não reconhecem Juan Guaidó como chefe de Estado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала