Noruega luta para resgatar 'bomba ecológica' nazista do fundo do mar

Nos siga noTelegram
Os habitantes da ilha de Fedje aguardam há 15 anos uma ação do governo norueguês sobre o submarino nazista U-864, com 65 toneladas de mercúrio, uma das mais mortais toxinas.

O submarino naufragou durante a Segunda Guerra Mundial na costa norueguesa, estando no fundo do mar há aproximadamente 70 anos.

A Noruega investigará a capacidade de uma nova tecnologia de regatar o U-864, um submarino nazista altamente tóxico. O país procura resgatar o submarino de uma forma mais segura do que a utilizada anteriormente, segundo o canal de televisão NRK.

Rudolf Hess, Henri de Baillet-Latour e Adolf Hitler - Sputnik Brasil
Teoria da conspiração sobre nazista braço direito de Hitler é desmentida (FOTOS)
O U-864 naufragou a uma profundidade de 150 metros na ilha de Fedje. A Marinha norueguesa encontrou o submarino pela primeira vez em 2003. Estima-se que os restos do submarino possuam em torno de 65 toneladas de mercúrio, que é um dos poluentes mais perigosos do mundo.

Anteriormente, a Autoridade de Segurança Alimentar norueguesa recomendou que as mulheres grávidas e lactantes, bem como crianças, deixassem de comer frutos do mar capturados nas proximidades dos destroços do submarino.

Após 15 anos, o governo norueguês decidiu que os destroços do submarino devem ser retirados do leito e selado com um estanque coberto, porém, um novo debate sobre o assunto será realizado com relação à segurança ambiental.

Perante a situação, a administração da costa norueguesa anunciou uma nova proposta contendo os planos para resgatar o submarino até 2020.

"Até novas informações, o trabalho está sendo mantido. Nós analisaremos se os destroços podem ser removidos com a nova tecnologia", informou a autoridade de Fedje, Stian Heroy, observando que moradores não veem a hora de se livrar dos destroços tóxicos.

Destroços de um barco em praia - Sputnik Brasil
Submarino alemão da 1ª Guerra Mundial aparece em praia francesa (FOTOS, VÍDEO)
"Se houver um novo acordo para remover o mercúrio, então eu ficarei muito agradecido", concluiu Stian Heroy.

Johan Marius Li, diretor de emergências da administração da costa norueguesa, explicou que "uma nova revisão será capaz de responder se a tecnologia foi desenvolvida ao ponto de nossa recomendação".

Anteriormente, Ove Trellevik, do Partido Conservador, que se mostrou cético à solução proposta, recebeu uma nova análise, apostando em uma decisão favorável para remoção do submarino.

"Isso é uma bomba ecológica que cedo ou tarde vai causar sérias consequências para a sociedade. Por isso, é importante analisar se realmente é possível salvar parte do mercúrio […]", afirmou Trellevik à emissora NRK.

O U-864, de 88 metros de comprimento, fazia parte da Marinha da Alemanha Nazista e estava em missão, transportando uma grande carga de mercúrio com partes e desenhos de engenharia ao Japão, quando foi detectado pela Marinha britânica.

Em 9 de fevereiro de 1945, o submarino foi atingido por um submarino britânico, naufragando no mar do Norte, ao oeste de Bergen.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала