Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

No Iraque é avistado veículo blindado de artilharia soviético com armamento atípico (FOTO)

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensZSU-23-4 Shilka, um veículo blindado de artilharia antiaérea autopropulsada desenvolvido pela União Soviética (foto do arquivo)
ZSU-23-4 Shilka, um veículo blindado de artilharia antiaérea autopropulsada desenvolvido pela União Soviética (foto do arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Durante uma recente transferência de tanques T-72 e blindados BMP-1 para a polícia iraquiana, foi visto um veículo blindado incomum de artilharia antiaérea autopropulsada de produção soviética.

O veículo Shilka, que foi pintado com a cor típica das forças de segurança do Iraque, se distingue pelo seu armamento que substituiu o de origem. Em vez de um canhão automático quadruplo de 23 mm foi instalado um ZU-23-2 duplo. Na torre também foram instaladas torretas com blindagem para disparar metralhadoras.

O ZSU-23-4 Shilka foi visto no Iraque

O Iraque começou a receber da União Soviética veículos ZSU-23-4 Shilka na primeira metade dos anos 70. No total, foram fornecidas mais de duzentos desses veículos. Eles complementaram as "ceifeiras infernais" ZSU-57-2 que as tropas já possuíam.

Esta Shilka foi herdada pelo Ministério do Interior do exército do Saddam Hussein. As primeiras fotos foram publicadas nas redes em 2016, quando o veículo foi retirado de um dos cemitérios de material militar e recuperado para serviço da polícia após reparos.

Tanque russo T-90S - Sputnik Brasil
Militares britânicos 'são apresentados' a novíssimos tanques russos no Iraque (FOTOS)
O ZSU-23-4 é um sistema de defesa antiaérea autopropulsado cuja fabricação foi iniciada em 1964 e durou até 1982, com aproximadamente 6.500 unidades produzidas. O sistema está equipado com quatro canhões de 23 mm, instalados em pares, que podem disparar até 3.400 tiros por minuto.

O objetivo original dessa arma era defender as tropas de veículos aéreos voando a baixa altitude, ou seja, helicópteros, aviões, mísseis de cruzeiro e até mesmo contra alvos marítimos.

O Shilka foi ativamente usado durante a guerra com o Irã. Muitas vezes eles foram envolvidos contra os ataques da numerosa infantaria iraniana. Além disso, esses canhões autopropulsados participaram da defesa de ataques aéreos das forças multinacionais em 1991. Os veículos sobreviventes lutaram contra os americanos em 2003.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала