Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Noruega faz grandes investimentos para restabelecer presença militar no Ártico

Nos siga no
Após desmantelar parcialmente suas defesas ao norte em 1990, seguindo o colapso da União Soviética, a Noruega agora pretende restabelecer presença estratégica na região perante a crescente tensão entre a OTAN e a Rússia.

O ministro da Defesa da Noruega planeja investir aproximadamente 2,5 bilhões de coroas norueguesas (R$ 1 bilhão) na reconstrução e expansão de instalações militares no norte distante.

"Nossa missão é estabelecer a presença", afirmou o líder da nova unidade da Defesa Terrestre de Finnmark, o coronel Jorn Erik Berntsen.

"Nós estaremos lá para desencorajar [quaisquer prováveis invasores] e para nos defender de qualquer ameaça", enfatizou o coronel, segundo o jornal Klassekampen.

O investimento deve ser aplicado pela Noruega na região norte e leste de Finnmark, região fronteiriça com Finlândia e Rússia. A ideia é posicionar mais de 500 militares em Porsangermoen. A área, que já foi utilizada como acampamento de verão e para manobras militares, deve ganhar uma nova vida.

A Defesa do país planeja movimentar cerca de 1,5 bilhão de coroas norueguesas (R$ 660 milhões) em Porsanger, incluindo 500 milhões de coroas norueguesas (R$ 217 milhões) na construção de moradias para seus militares. Os primeiros 150 soldados serão integrados ao local até o fim do mês.

Militares estadunidenses efetuam treinamento de adaptação ao frio durante as manobras Trident Juncture 2018, na Islândia - Sputnik Brasil
De acidentes a soldados embriagados: este é o outro lado das manobras da OTAN na Noruega
Anteriormente, a região de Porsanger contava com aproximadamente 1.500 militares, entretanto, com a fim da Guerra Fria, os noruegueses reduziram gradualmente seu efetivo na região. Agora, Oslo planeja reconstruir algumas novas facilidades e demolir outras, além de construir instalações para seus soldados, local de treinamento e modernas acomodações.

A Noruega está investindo na região e um exemplo disso é a implantação de duas novas estações e o sistema de vigilância eletrônica na região fronteiriça com a Rússia.

Vale ressaltar que a relação entre Rússia e Noruega está sendo prejudicada devido ao crescimento da presença militar dos EUA na Noruega, onde 330 fuzileiros navais dos EUA estão alojados, além disso, o governo norueguês pretende elevar o número de fuzileiros americanos no local, pois os noruegueses pretendem fazem parte do escudo antimísseis dos EUA.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала