Detido homem supostamente ligado ao atentado de Bogotá

Nos siga noTelegram
As autoridades colombianas detiveram um homem suspeito de ter estado por trás da explosão de um carro-bomba junto à Escola de Cadetes da Polícia General Santander em Bogotá.

Segundo o portal Noticias Caracol, um homem de 50 anos foi detido na manhã de sexta-feira (18) no centro da capital colombiana.

"Foi capturado um suposto implicado no atentado com carro-bomba na Escola General Satander", informou o portal na sua conta no Twitter.

Em 17 de janeiro, um carro-bomba explodiu na entrada da Escola de Cadetes da Polícia General Santander, em Bogotá, causando 21 mortes, entre eles o responsável do ataque, e 68 feridos.

José Aldemar Rojas, autor do atentado na Academia de Polícia General Santander, em Bogotá, Colômbia - Sputnik Brasil
Quem é José Aldemar Rojas, autor do atentando em Bogotá
O condutor do carro-bomba se chamava José Aldemar Rojas Rodríguez, de 56 anos. Oriundo de Puerto Boyacá, o homem explodiu 80 kg de pentolite. De acordo com informações de testemunhas, Rojas Rodríguez entrou na escola dirigindo um Nissan Patrol e, durante a revista, um cão farejador detectou os explosivos, fazendo com que o autor atropelasse um policial e chocasse o carro contra uma parece, o que causou a explosão.

O presidente colombiano, Iván Duque, decretou luto de três dias após o atentado. Além disso, Duque sublinhou que as autoridades estão trabalhando para capturar e levar à justiça os restantes terroristas envolvidos no atentado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала