Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Evo Morales diz que EUA estão por trás da resolução da OEA contra Maduro

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensEvo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou
Evo Morales, presidente da Bolívia, em Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente boliviano, Evo Morales, chamou de intervencionista a resolução da Organização dos Estados Americanos (OEA) contra a posse do segundo mandato de Nicolás Maduro na Venezuela.

"A resolução da OEA que não respeita o governo legítimo, legal e democrático da Venezuela viola o princípio de não-interferência dessa organização e mina a soberania de um povo que votou no presidente Nicolás Maduro", disse o presidente boliviano na conta do Twitter.

A bandeira da União Europeia - Sputnik Brasil
União Europeia 'lamenta' novo mandato de Maduro e pede novas eleições
Morales, que está em Caracas, onde participou do juramento de Maduro, disse que "os EUA usam a OEA para forçar a intervenção".

O Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou em 10 de janeiro uma resolução na qual não reconhece a legitimidade do novo mandato do governo de Nicolás Maduro na Venezuela e pediu a realização de novas eleições com a presença de observadores internacionais.

A OEA resolveu "não reconhecer a legitimidade do período do regime de Nicolás Maduro a partir de 10 de janeiro de 2019", afirmou em comunicado quinta-feira.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала