Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: Marinha dos EUA testou 20 projéteis hipersônicos

Nos siga no
O destróier norte-americano USS Dewey lançou 20 projéteis hipersônicos no verão do ano passado no âmbito dos testes de armas de convés, comunicou a edição USNI News, citando um alto funcionário próximo dos testes.

Segundo a edição, os ensaios foram realizados pela Marinha dos EUA e Departamento de Capacidades Estratégicas do Pentágono no âmbito dos exercícios navais internacionais RIMPAC no verão de 2018. Os testes fizeram parte das investigações para provar que a Marinha dos EUA pode transformar armas de convés, que têm mais de 40 anos, numa arma eficaz e não muito cara contra mísseis de cruzeiro e veículos aéreos não tripulados de maior envergadura.

A edição assinalou que os projéteis hipersônicos foram inicialmente criados para os canhões eletromagnéticos.

A Marinha dos EUA usa uma combinação de mísseis para combater mísseis de cruzeiro, informou a edição. Segundo o funcionário do Centro de Avaliações Estratégicas e Orçamentais, Bryan Clark, tal combinação de mísseis é eficaz, mas bastante cara.

"Se pensarmos nas ameaças com as quais nos podemos deparar no Oriente Médio — mísseis de cruzeiro baratos ou veículos voadores não tripulados de maior envergadura — agora temos um método de combatê-los que não exige mísseis ESSM de dois milhões de dólares ou RAM, de um milhão, já que mesmo os projéteis hipersônicos mais caros custarão de 75 a 100 mil dólares", disse Clark.

Avião hipersônico norte-americano X-51A (ilustração conceptual) - Sputnik Brasil
EUA buscam tecnologia avançada para veículos hipersônicos
Além disso, está sendo avaliada a possibilidade de usar projéteis hipersônicos nas armas de artilharia do Exército e Corpo de Fuzileiros dos EUA e nos contratorpedeiros da classe Zumwalt, segundo a mídia.

Em outubro do ano passado, o vice-secretário de Defesa dos EUA Patrick Shanahan declarou que o país estava ativamente desenvolvendo armas hipersônicas e que estas entrariam em serviço antes do prazo previsto.

Em setembro, o vice-secretário de Defesa dos EUA Michael Griffin anunciou que o Pentágono precisava de mais de 20 bilhões de dólares para desenvolver armas hipersônicas iguais às da China.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала