China: guerra comercial pode ter causado 1ª queda na venda de carros em 20 anos

© AP Photo / Andy WongMotoristas presos no trânsito em um anel viário de Pequim, na China.
Motoristas presos no trânsito em um anel viário de Pequim, na China. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O mercado de automóveis da China, o maior do planeta, apresentou a 1ª queda em vendas em mais de duas décadas. Especialistas acreditam que o resultado seja reflexo da guerra comercial com os EUA.

Ao longo dos últimos 12 meses, 22,7 milhões de carros foram vendidos no mercado chinês.

O número, segundo divulgado nesta quarta-feria (9) pela Associação de Carros de Passageiros (ACP), representa uma queda nas vendas de veículos de 6%, em comparação com 2018.

Submarino da Marinha da China durante missão (imagem referencial) - Sputnik Brasil
EUA serão culpados se conflito com Pequim ocorrer no mar do Sul da China, diz pesquisador
A diminuição das vendas teve um impulso maior no último mês do ano. Em dezembro de 2018, a queda nas vendas chegou 19% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a ACP, em entrevista ao site alemão DPA, as causas seriam "a intensa pressão sobre o mercado imobiliário, o alto endividamento, o esfriamento da economia e falta de confiança do consumidor".

Ainda segundo publicado pelo site alemão, especialistas também enxergam na queda de vendas um reflexo das tarifas impostas a carros importados dos EUA. A incerteza criada com a guerra comercial entre o países e as restrições sobre carros em cidades chinesas se somam como agravantes.

Outro fator a ser considerado seria também o aumento do uso de aplicativos de transporte.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала