Premiê japonês faz votos no túmulo do pai e promete acordo com a Rússia sobre Curilas

© Sputnik / Sergey Krivosheyev / Abrir o banco de imagensIlhas Curilas
Ilhas Curilas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A URSS e o Japão nunca assinaram um tratado de paz após o fim da Segunda Guerra Mundial, em grande parte devido à questão não resolvida da soberania sobre as Ilhas Curilas. Mandatários russo e japonês agora tentam resolver a disputa de soberania na região.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, fez um juramento enquanto visitava o túmulo de seu pai, o ex-chanceler Shintaro Abe, para não poupar esforços para chegar a um acordo sobre as Ilhas Curilas com a Rússia, informou a Japan Broadcasting Corporation (NHK).

"Meu próprio pai estava trabalhando na questão das relações Japão-Soviética na época, a questão dos Territórios do Norte [Ilhas Curilas], e o problema do tratado de paz, então eu farei o meu melhor para avançar esta questão de qualquer maneira e para acabar com isso. Eu prometo fazê-lo", disse Shinzo Abe.

Militares russos nas Curilas - Sputnik Brasil
Japão quer cooperar com Rússia sobre disputa das Ilhas Curilas
O Japão intensificou seus esforços para chegar a um acordo de paz com a Rússia e resolver a questão das Ilhas Curilas, com Abe tendo discutido a questão com o presidente russo Vladimir Putin durante uma recente reunião da ASEAN. O primeiro-ministro japonês também prometeu, em 1º de janeiro, que os cidadãos russos não seriam deslocados das ilhas se ficassem sob a autoridade japonesa.

Os presidentes dos dois países devem se reunir novamente em 21 de janeiro na Rússia. Eles discutirão, entre outras coisas, a questão das Ilhas Curilas e a declaração conjunta de 1956 entre o Japão e a União Soviética. A declaração sugeria que duas das ilhas disputadas seriam transferidas para o Japão, mas a intenção foi enterrada por Tóquio, que voltou à sua posição de exigir as quatro ilhas.

A Rússia e o Japão não assinaram um tratado de paz após o final da Segunda Guerra Mundial devido a uma disputa territorial sobre as Ilhas Curilas. A URSS e agora a Rússia enfatizam que, de acordo com as disposições do Tratado de Paz de São Francisco, o Japão renunciou à sua reivindicação às Ilhas Curilas. Ao mesmo tempo, Tóquio insiste que as ilhas Iturup, Kunashir, Shikotan e Habomai não fazem parte das Curlinas, mas compõem o que o Japão chama de Territórios do Norte e, portanto, não se enquadram nas provisões do tratado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала