1º eclipse solar parcial do ano encanta moradores do Japão (FOTOS, VÍDEO)

© AFP 2022 / Kazuhiro NogiO primeiro eclipse solar parcial de 2019, observado desde Tóquio, Japão
O primeiro eclipse solar parcial de 2019, observado desde Tóquio,  Japão - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A temporada de eclipses solares de 2019 começou no Japão, onde em 6 de janeiro ocorreu o primeiro eclipse solar parcial do ano, relata o Observatório Astronômico Nacional do Japão.

Eclipses solares parciais ocorrem quando a Lua se interpõe entre o Sol e a Terra, mas o satélite terrestre cobre apenas parcialmente o Sol.

​Quando o cone de sombra escura da Lua, chamado "umbra", projeta-se na superfície da Terra, é possível observar um eclipse solar total. Neste caso, a umbra omite completamente a Terra, passando a cerca de 900 quilômetros sobre o polo Norte. Contudo, quando a sombra externa da Lua, a penumbra, "toca" uma parte do hemisfério norte, resulta em um eclipse solar parcial.

​Espectadores no Japão observaram o eclipse solar parcial pela primeira vez em 3 anos, usando telescópios e óculos especiais

Dessa forma, essa sombra se move para o leste sobre a superfície da Terra, passa pela Linha Internacional de Mudança de Data (linha imaginária na superfície terrestre que implica uma mudança de data obrigatória ao cruzá-la), resultando em uma mudança na data do calendário para o eclipse. Assim, a oeste dessa linha, sobre o leste da Ásia, o eclipse ocorreu na manhã do dia 6 de janeiro. Mas a leste da linha, sobre o Alasca, o eclipse ocorreu na tarde de 5 de janeiro.

Quando é possível ver um eclipse solar total? 

Lua de Sangue no céu de Moscou (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'Superlua de sangue de lobo': novo ano começará com eclipse lunar total
Após o eclipse parcial acima mencionado, a Lua continuará sua viagem em sua órbita ao redor da Terra. Em 20 de janeiro às 22h44 GMT (às 20h44, horário de Brasília), o corpo celeste alcançará seu outro nó (ascendente) e atravessará a eclíptica enquanto continua seu caminho ao norte. Apenas após seis horas e meia, haverá uma lua cheia. Essa lua cheia não somente estará próxima do nó para entrar na sombra da Terra, mas também estará perto o suficiente para passar completamente pela sombra e produzir um eclipse total.    

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала