Sonda espacial Juno capta FOTOS de coluna vulcânica em lua de Júpiter

© NASA . NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Kevin M. GillNuvens de Júpiter tiradas pela sonda espacial Juno (imagem referencial)
Nuvens de Júpiter tiradas pela sonda espacial Juno (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A sonda espacial da NASA Juno captou novas imagens de uma coluna vulcânica em Io, uma das quatro grandes luas de Júpiter conhecidas como Luas de Galileu, informa o Instituto de Pesquisas do Sudoeste, no Texas, EUA.

Em 21 de dezembro, durante o solstício de inverno, quatro câmaras da missão tiraram fotos do satélite, que representa o objeto mais ativo geologicamente do Sistema Solar, sujeito à intensa influência gravitacional de Júpiter.

JunoCam, a Unidade de Referência Estrelar (SRU), o Mapeador Auroral Infravermelho Joviano (JIRAM) e o Espectrógrafo de Imagens Ultravioleta (UVS) observaram Io durante mais de uma hora, o que permitiu vislumbrar as regiões polares da lua e evidenciar uma erupção vulcânica ativa.

​A sonda Galileo da NASA obteve provas da atividade vulcânica em Io há 20 anos, mas esta é a primeira vez que isso foi feito por Juno.

"Sabíamos que estávamos abrindo novos caminhos com uma campanha multiespectral para ver a região polar de Io, mas não esperávamos ter a sorte de ver uma pluma vulcânica ativa disparando material desde a superfície da lua. É um presente de Ano Novo que nos mostra que Juno é capaz de ver plumas claramente", disse Scott Bolton, investigador principal da missão Juno.

Uma das imagens tomadas pela JunoCam mostra o satélite meio iluminado com um ponto brilhante mais além da linha de separação entre o dia e a noite. "O solo já está na sombra, mas a altura da pluma permite refletir a luz solar, tal como a forma como as montanhas ou nuvens da Terra continuam iluminadas depois do pôr do sol", explicou Candice Hansen-Koharcheck, a líder de JunoCam do Instituto de Ciências Planetárias.

A sonda espacial norte-americana New Horizons (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Sonda da NASA faz história ao sobrevoar corpo espacial nunca estudado (FOTO)
A segunda imagem foi obtida pela SRU graças à luz solar que se refletia na proximidade da lua Europa, que ajudou a iluminar Io e sua pluma vulcânica. O ponto mais brilhante de Io na imagem seria um índice de radiação penetrante, enquanto os outros pontos mostram o brilho da atividade de vários vulcões.

Até hoje foram encontrados mais de 150 vulcões ativos na superfície dessa lua de Júpiter, considerada o corpo celeste com maior atividade vulcânica do nosso Sistema Solar, mas os cientistas esperam descobrir pelo menos mais 250 vulcões.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала