Cardeal diz que abuso sexual de crianças 'é culpa da homossexualidade, não da Igreja'

© Sputnik / Dmitriy KorobeinikovPraça de São Pedro em Roma, Itália
Praça de São Pedro em Roma, Itália - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A declaração segue um estudo encomendado pela Conferência dos Bispos da Alemanha em 2018, relatando que mais de 3.600 crianças foram abusadas sexualmente pelo clero católico na Alemanha entre 1946 e 2014.

Os casos de abuso sexual infantil na Igreja Católica foram causados ​​pela disseminação da homossexualidade e da moral pública moderna, disse o cardeal alemão Walter Brandmüller em entrevista à agência de notícias DPA na sexta-feira, afirmando que existe uma conexão "estatisticamente comprovada" entre homossexualidade e abuso sexual.

Anjo - Sputnik Brasil
Igreja Católica da Pensilvânia, nos EUA, divulga lista com 71 acusados de pedofilia
Segundo o cardeal, a sexualização do mundo moderno nas últimas décadas contribuiu fortemente para o problema.

"O que aconteceu na igreja não é nada além do que está acontecendo na sociedade como um todo", disse ele, acrescentando que "o verdadeiro escândalo é que a Igreja Católica não se distinguiu do resto da sociedade".

Ele sublinhou que a discussão pública sobre a questão "esquece ou silencia o fato de que 80% dos casos de agressão sexual na igreja afetaram jovens do sexo masculino, não crianças" e coloca a culpa na igreja, enquanto "apenas um número muito pequeno" de padres perpetrou o abuso.

Brandmüller é conhecido como um dos mais duros críticos conservadores às políticas do Papa Francisco.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала