Analista: não se deve acreditar nas declarações dos EUA relacionadas a 'pontos quentes'

© AP Photo / Hussein MallaVeículos blindados norte-americanos na Síria
Veículos blindados norte-americanos na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As relações da Rússia com a Turquia e o Irã na Síria não se deteriorarão devido à retirada das tropas norte-americanas do território sírio, afirmou o cientista político Aleksandr Perendzhiev à Sputnik.

Anteriormente, o coronel aposentado do Exército dos EUA, Douglas MacGregor, declarou que a retirada das tropas norte-americanas da Síria seria um "passo astuto" para que a Rússia entre em conflito com seus aliados na região.

Paul Whelan, suposto espião americano detido na Rússia - Sputnik Brasil
Suposto espião americano detido na Rússia é também cidadão britânico, segundo mídia
"A Rússia e seus aliados na Síria não se confrontarão depois da retirada das tropas dos EUA. Essa declaração sobre confronto é um desejo peculiar em relação à Rússia […] A simples retirada das tropas norte-americanas do território da Síria não é suficiente para que isso aconteça", comentou Perendzhiev.

Ele observou que a declaração do coronel aposentado expõe os EUA como "palhaços na arena internacional" e é difundida para provocar uma reação dos países que estão em solo sírio em relação a questões do direito internacional.

"A declaração de MacGregor é surpreendente, porque não está claro o motivo de dizer ao mundo inteiro que as ações dos EUA para retirar tropas da Síria são um 'passo astuto', revelando assim segredos militares e estatais […] Não se deve acreditar nos EUA, especialmente, em declarações em relação a pontos quentes", conclui.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала