Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Representante da Ucrânia na ONU: situação em Donbass não será resolvida em breve

© Sputnik / Dan Levy / Abrir o banco de imagensMilicianos de Donbass (foto de arquivo)
Milicianos de Donbass (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
O representante permanente da Ucrânia na ONU, Vladimir Yelchenko, disse não esperar uma breve resolução pacífica do conflito em Donbass.

"Não acho que aconteça. Precisamos nos preparar para… não vou dizer quantos anos, pois ninguém sabe disso. Eu tampouco posso dizer se serão cinco, dez, ou mais. Não devemos pensar em anos, mas em formas de acelerar o processo", disse Yelchenko em entrevista para a agência Ucrinform, ao responder sobre a possibilidade da resolução da crise em Donbass no futuro próximo.

Combatentes do batalhão Azov prestam juramento em Kiev antes de serem enviados a Donbass, julho de 2014 - Sputnik Brasil
The Times: mercenários de Kiev em Donbass foram treinados pelo Daesh
Segundo o diplomata, para solucionar a crise no leste da Ucrânia seria necessário fortalecer uma coalizão internacional, ou as tropas de Kiev, bem como ampliar a política de sanções contra a Rússia.

O conflito em Donbass começou em 2014, quando as autoridades ucranianas lançaram uma operação militar contra a República Popular de Donetsk (DPR) e a República Popular de Luhansk (LPR), que se recusaram a reconhecer o novo governo de Kiev, formado após um golpe de Estado.

Em fevereiro de 2015, as partes em conflito assinaram os acordos de paz de Minsk para acabar com os combates na região, mas a situação permaneceu tensa, com ambas as partes acusando-se mutuamente de violações do cessar-fogo.

As partes no conflito chegaram a mais de 20 acordos de cessar-fogo dentro de alguns anos, mas isso não melhorou significativamente a situação na região.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала