Maduro afirma que nenhuma ação do exterior vai impedi-lo de assumir um novo mandato

© REUTERS / Marco BelloNicolás Maduro, presidente de Venezuela
Nicolás Maduro, presidente de Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que as declarações de países da região e da Europa, em que afirmam que retirarão seus embaixadores para ignorar seu novo mandato, não impedirão sua posse em 10 de janeiro.

"O povo decidiu e vamos cumprir com o povo, não há possibilidade de que qualquer governo diga alguma palavra do exterior para conhecer, reconhecer ou ignorar a legitimidade democrática do governo que presidirei de 10 de janeiro de 2019 a 10 de janeiro de 2025 ", disse o chefe de Estado.

Venezuela's President Nicolas Maduro holds up a Colombian national flag, left, alongside his country's national flag, during a rally in support of closing the Colombian border, in Caracas, Venezuela, Friday, Aug. 28, 2015. - Sputnik Brasil
Venezuela oferece ajuda para investigar suposto atentado contra presidente da Colômbia
Maduro fez esta declaração durante uma entrevista com o jornalista espanhol Ignacio Ramonet, que foi ao ar na estatal Venezolana de Televisión.

Em 6 de dezembro, o presidente da Colômbia, Iván Duque, disse que pelo menos 15 países latino-americanos poderiam retirar seus embaixadores e equipes diplomáticas da Venezuela depois de 10 de janeiro.

Após as eleições presidenciais de 20 de maio em que Maduro foi reeleito, vários países ignoraram os resultados, argumentando que as eleições eram fraudulentas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала