Supremo do Chile revoga liberdade condicional de militar que torturou pai de Bachelet

© AP Photo / Moises CastilloA presidente do Chile, Michelle Bachelet
A presidente do Chile, Michelle Bachelet - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Suprema Corte do Chile decidiu nesta sexta-feira (28) retirar o benefício da liberdade condicional concedida ao coronel aposentado Ramon Cáceres. Ele foi condenado por torturar o pai da ex-presidente Michelle Bachelet durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Em 3 de dezembro, a Corte de Apelações de Santiago tinha concedido liberdade condicional a Cáceres. Por unanimidade, a Suprema Corte revogou essa decisão. 

Sebastián Piñera, presidente do Chile - Sputnik Brasil
Presidente do Chile anuncia emenda constitucional para facilitar remoção de militares
Opositor do regime, o General da Força Área Alberto Bachelet foi torturado e morto em 1974.

Ele é pai da ex-presidente Michele Bachelet, que foi presidente do Chile por dois mandatos (2006-2010 e 2014-2018) e também foi vítima de tortura durante a ditadura militar de Pinochet. Hoje, ela é Alta Comissária para os Direitos Humanos na Organização das Nações Unidas. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала