Netanyahu: Israel continuará operações contra tropas do Irã na Síria

© AP Photo / Gali Tibbon/Pool Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu chairs the weekly cabinet meeting at the Prime Minister's office in Jerusalem, Sunday, April 15, 2018
Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu chairs the weekly cabinet meeting at the Prime Minister's office in Jerusalem, Sunday, April 15, 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Israel continua atuando contra a presença militar iraniana na Síria e não pretende encerrar suas operações, disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu um dia após ataques aéreos realizados nos arredores de Damasco.

Ao discursar durante uma formatura de pilotos, nem o político nem as lideranças militares comentaram os acontecimentos desta terça-feira na Síria, apesar de Moscou e de Damasco terem responsabilizado Jerusalém pelo ataque. Damasco classificou as manobras de provocadoras e alertou que o ataque viola as normas do direito internacional.

"Não vamos aceitar a presença militar iraniana na Síria, voltada conta nós. Agimos contra isso de forma resoluta e firme, inclusive durante os últimos dias", disse Netanyahu, cujo discurso foi divulgado pelo seu gabinete. 

Caça da Força Aérea de Israel (foto do arquivo) - Sputnik Brasil
Ataques à Síria fazem parte da política israelense para expulsar Irã do país, diz analista
"Eu já disse que vamos agir de modo firme, quando for necessário. Hoje é necessário agir, e nós estamos agindo", acrescentou o premiê israelense e destacou que a decisão norte-americana de retirar as tropas do país não afetará a política de Israel. 

Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, Israel usou 16 bombas aéreas guiadas GBU-39 em um ataque aéreo contra Damasco nesta terça-feira, 14 das quais foram interceptadas pela defesa antiaérea síria.

Anteriormente, a agência estatal síria SANA informou que, na noite de 25 de dezembro, as Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) realizaram um ataque de mísseis contra os arredores de Damasco, tendo a maioria dos mísseis sido interceptada pela defesa aérea síria. O ataque teve uma duração recorde: mais de uma hora e meia.

Israel, até o momento, não reconheceu nem negou a realização do ataque contra o país vizinho. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала